propaganda

domingo, 15 de abril de 2012

Lollapalooza 2012 – 2º dia

Dia: 8 de Abril de 2012
Local: Jockey Club - São Paulo – SP
Fotos tiradas do site Terra
Site oficial do evento: http://www.lollapaloozabr.com

No dia seguinte lá estava eu meio dia no festival. Dessa vez consegui aproveitar melhor o evento, estava um pouco menos cheio e bem mais tranquilo. Os principais problemas foram resolvidos. Colocaram pessoas vendendo fichas no meio das pessoas e tinham bebidas sendo vendidas no meio da plateia. Com isso as filas diminuíram bastante.

Cascadura
Como cheguei cedo consegui prestigiar os baianos do Cascadura. Agora que estou morando em Brasília ficou mais complicado de ver a banda ao vivo. Vários conterrâneos estavam presentes e o público foi bem razoável considerando o horário de início do show: meio dia, isto é, sol forte! Eles mostraram algumas músicas do seu próximo disco chamado “Aleluia” que vai ser lançado dia 1 de maio e vai poder ser baixado de graça no site da banda. Além disso, o repertório contou com músicas dos discos anteriores “Bogary” e “Vivendo em Grande Estilo” como “Queda Livre” e “Senhor das Moscas”. Lembrando que eles estão comemorando 20 anos de carreira, parabéns!

Setlist

Friendly Fires

Ainda com o sol um pouco forte às 16 horas o Friendly Fires subiu ao palco. É uma das bandas novas que curti bastante e estava bem curioso para vê-los ao vivo. Com apenas 2 discos lançados eles colocaram o festival para dançar com uma apresentação bastante animada. Destaque principalmente para o vocalista Ed Mcfarlane que mostrou bastante “suingue”. E apesar do horário já tinha um público bem grande interessado no show e agitaram bastante. Abriram o show com a minha música favorita: “Lovesick”. O repertório equilibrou bem músicas dos 2 cds, mas as do 1º sempre tinham uma resposta mais animada da plateia. Fiquei bastante satisfeito e me diverti bastante.

Setlist

MGMT


Já estava anoitecendo e começou a chover quando o MGMT subiu ao palco. Eu já estava preparado para o que seria o show: uma mistura de maresia, psicodelismo com leves toques de animação. As músicas mais “animadas” do 1º disco agitaram bastante como “Eletric Feel” (minha favorita), “Kids” (sem dúvidas a que mais animou a plateia) e “Time to Pretend”. O público já era bem grande e nem mesmo a chuva espantou a galera que “vibrava” quando um raio brilhava no céu graças a chuva. Senti falta de algumas músicas do 2º cd, mas o show foi competente e correspondeu as minhas expectativas.

Setlist

Skrillex

Esse show estava curioso para ver: Skrillex, a mais nova sensação da música eletrônica e criador de um novo sub-gênero chamado dupstep. E a apresentação foi concorrida. O local ficou bastante cheio. O cara sobe no palco e começa a girar e apertar os botões botando a plateia para dançar ensandecida. O som é uma mistura muito louca de música eletrônica com umas quebradas de ritmo meio estranhos misturadas com “ruídos” e outros gêneros musicais como rock e até reggae. Enquanto isso o telão no fundo exibia uns vídeos que junto com as luzes completava o clima da apresentação. Foi divertido, mas depois de uns 20 minutos meu cérebro já estava derretendo então fui descansar um pouco para aguentar a última atração.

Setlist

Arctic Monkeys

O Arctic Monkeys hoje é uma banda bem diferente da que eu vi ao vivo em 2007 no Tim Festival. Com 4 discos na carreira, podemos dizer que eles tem 2 fases divididas entre os 2 primeiros CDs e os 2 últimos. Além da mudança de sonoridade o comportamento no show também é diferente. O vocalista e guitarrista Alex Turner está com um visual meio inspirado em James Dean e está bem mais simpático arriscando até um “obrigado”, além de já se comportar mais como um “rockstar”.

O repertório dosou bem as 2 fases da banda com músicas dos 4 discos. Destaques para “Teddy Picker”, “Crying Lighting” e do primeiro hit “I Bet You Look Good On The Dancefloor”. Em 2007 eles tocaram quase 1 hora direto sem falar muito, agora foi 1 hora e meia com algumas pausas entre as músicas. O público apesar de menor que no dia anterior era bastante grande e vibrou bastante. Eu saí bastante satisfeito ao perceber a evolução da banda que já tinha conferido nos discos e agora pude ver ao vivo.

Setlist
Postar um comentário