propaganda

sexta-feira, 4 de janeiro de 2013

Os Penetras

Título Original: Os Penetras (Brasil , 2012)
Com: Marcelo Adnet, Eduardo Sterblitch, Mariana Ximenes, Stepan Nercessian, Susana Vieira, Babu Santana, Andrea Beltrao, Luiz Gustavo, Luís Carlos Miele e Elena Sopova
Direção: Andrucha Waddington
Roteiro: Andrucha Waddington, Nina Crintzs, Rafael Dragaud, Marcelo Vindicato
Duração: 94 minutos


Nota: 3 (bom)

A comédia nacional “Os Penetras” poderia cair facilmente nas armadilhas dos filmes do gênero que tem sido feitos no país que tentam se aproximar da linguagem da televisão para trazer o telespectador para o cinema. Mas o talento da dupla de protagonistas Marcelo Adnet e Eduardo Sterblitch junto com a direção correta de Andrucha Waddington acabam resultando num bom filme e bem divertido, mas que talvez pudesse ter sido ainda melhor.



Tentar explicar a trama sem estragar a “história” e suas “reviravoltas” é complicado. Mas temos basicamente os 2 protagonistas: Marco (Adnet) é um típico malandro carioca que vive de dar golpes nas pessoas enquanto Beto (Sterblitch) é um tímido e estranho rapaz que após não conseguir falar com sua namorada Laura (Mariana Ximenes) acaba se batendo com Marco e resolve pedir ajuda a ele oferendo dinheiro. O problema é que Marco se apaixona pela mulher e fica na dúvida entre continuar dando golpe em Beto ou tentar conquistar a garota. E nesse meio tempo acaba surgindo uma amizade entre os 2.


O grande problema do filme é o roteiro que acaba tirando um pouco da força do filme. Ele começa meio confuso sem conseguir apresentar direito os personagens, principalmente Beto, e depois vai criando situações sem saber exatamente para onde quer ir. Mas durante o “tortuoso” caminho ele consegue criar cenas bastante engraçadas.


Mas o grande mérito da qualidade do filme fica por conta dos protagonistas e de alguns secundários como Stepan Nercessian, já que alguns também atrapalham um pouco como Ximenes que está meio “deslocada”. Mas o carisma de Adnet e Sterblitch é fantástico. Sem dúvidas eles são os melhores comediantes em atividade no Brasil.


Adnet até está mais contido e num papel que exige mais do que o humor se saindo bem apagando a mancha do terrível "As Aventuras de Agamenon, o Repórter". Já Sterblitch está mais a vontade e mostra alguns dos trejeitos dos seus personagens criados na televisão.


Mesmo com o problema da história o resultado é bastante positivo e garante ótimos momentos de diversão, além de boas risadas. E também ganha pontos por fugir das armadilhas de tentar soar como a linguagem da televisão. Com o sucesso que está fazendo nas bilheterias é bem capaz de ganhar uma continuação e que nela caprichem mais no roteiro.
Postar um comentário