propaganda

quinta-feira, 26 de julho de 2018

Missão: Impossível - Efeito Fallout (Mission: Impossible - Fallout)

A franquia Missão: Impossível chega ao seu 6º filme e Tom Cruise, o protagonista, parece se recusar a envelhecer, mesmo aos 56 anos de idade. “Missão: Impossível - Efeito Fallout” tem novamente Christopher McQuarrie como diretor e roteirista, para executar bem as fórmulas já estabelecidas na série iniciada em 1996.

A principal marca de Missão: Impossível são as cenas de ação e Cruise segue desafiando o impossível nelas. O ator continua fazendo-as ele mesmo, algo que gera uma sensação de autenticidade ao filme, e também um enorme diferencial. Mas não é apenas o carisma e talento do astro que garantem a qualidade desses momentos. É importante citar o brilhante trabalho de toda a equipe técnica responsável pelo filme.

A começar por Christopher McQuarrie, que está no comando, além de ter também escrito o roteiro. O diretor entendeu a lógica da série e a levou ao seu clímax. É importante que as cenas de ação sejam surpreendentes, mas sem que chegue no nível do absurdo, fazendo com que elas pareçam verossímeis.

Um bom exemplo disso é a cena da fuga de Ethan Hunt (Cruise) de moto pelas ruas de Paris. A montagem estabelece um ritmo alucinante enquanto a câmera acompanha o protagonista, sem em nenhum momento ficar perdido espacialmente dentro do que é visto em tela. Os efeitos sonoros também tem um papel essencial, como o ronco do motor dos veículos ou o barulho do vento enquanto passa por um corredor cheio de pilastras. O espectador se sente a bordo da moto e a sensação de imersão dentro do filme é impressionante.

A trilha sonora de Lorne Balfe garante a emoção ao usar de maneira inteligente o tema clássico de Missão: Impossível, com uma nova roupagem, em determinados momentos para aumentar a tensão. Contudo, o diretor é inteligente e em certas cenas ele não usa música, como na luta que ocorre dentro de um banheiro, deixando a ação mais intensa e realista.
No entanto, nada disso funcionaria se não fosse estabelecida uma boa narrativa. Nesse ponto, o filme também é competente, porém não tanto como na parte técnica. A história é bem construída e os elementos são bem apresentados, mas o objetivo do vilão misterioso é um pouco genérico. Portanto, o roteiro escrito por McQuarrie é eficiente em desenvolver boas reviravoltas, mas sem tentar a todo instante enganar o espectador.

O filme começa com Hunt recebendo a missão através de uma mensagem escondida, que é apagada logo após lida. Essa cena representa bem a essência da série, inspirada em um seriado televisivo dos anos 1960, e lembra o espectador da característica episódica da franquia. A diferença é que cada episódio é exibido no cinema e com um intervalo de anos entre eles.

Dessa vez, Ethan Hunt e a sua agência IMF são obrigados a trabalhar em parceria com a CIA. A agência de inteligência americana obriga que um de seus membros faça parte da equipe liderada por Hunt. O novo agente August Walker, interpretado por Henry Cavill (O Homem de Aço), é mais implacável e está disposto a sacrificar pessoas em nome de um bem maior, ao contrário do personagem de Cruise que sempre valoriza a vida. Essa diferença de forma de trabalhar é bem explorada pelo filme. Juntos, eles vão em busca de pistas de uma nova organização criminosa, que tem como objetivo criar uma catástrofe global.

A química entre Cruise e Cavill é muito boa e os dois formam um boa dupla. O ator foi uma ótima aquisição ao elenco da franquia. Os personagens secundários também têm sua importância e a equipe de Hunt continua se destacando no carisma e na qualidade de atuação, principalmente, Simon Pegg como Benji, e Rebecca Ferguson, que mais uma vez transforma Ilsa em uma mulher com uma certa ambiguidade, a ponto de não sabermos de qual lado ela está, além de ser uma presença feminina forte capaz de dar conta do recado.

Mais uma vez Missão: Impossível nos apresenta um capítulo eletrizante, garantindo um entretenimento de qualidade e proporcionando ao espectador mais de duas horas de diversão e imersão dentro do universo da série.

Classificação:


Título Original: Mission: Impossible - Fallout (EUA, 2018)
Com: Tom Cruise, Henry Cavill, Ving Rhames, Simon Pegg, Rebecca Ferguson, Sean Harris, Angela Bassett, Michelle Monaghan e Alec Baldwin
Direção: Christopher McQuarrie
Roteiro: Christopher McQuarrie
Duração: 147 minutos

Postar um comentário