propaganda

sexta-feira, 19 de agosto de 2016

Megadeth

O Megadeth já esteve no Brasil diversas vezes, sendo essa inclusive a 3ª vez que eu vejo a banda ao vivo. Mas é a primeira vez que eu vejo um show deles como atração principal, já que as outras duas vezes foram no festival SWU e abrindo para o Black Sabbath. Liderada por Dave Mustaine, eles estão em turnê divulgando o seu novo disco, chamado Dystopia, que teve uma boa repercussão. Seus últimos trabalhos não empolgaram muito, mas esse novo realmente é bem interessante. A principal novidade é a presença do guitarrista brasileiro Kiko Loureiro, ex-Angra, que entrou na banda antes da gravação desse novo disco.

Esquadrão Suicida (Suicide Squad)

Sérios demais. Essa é uma das críticas que os filmes da editora DC recebem sempre que produzem um novo longa metragem. A Marvel, por outro lado, traz elementos bem humorados e criou um universo próprio e com qualidade em suas produções. ”O Homem de Aço” tinha o objetivo de fazer algo na linha da Marvel, mas o resultado ficou bem aquém do esperado. O problema não era apenas o “excesso de seriedade”, como também a falta de qualidade mesmo. Em “Batman VS Superman: a origem da justiça”, a DC cometeu os mesmos erros. “Esquadrão Suicida” foi a tentativa da DC de mudar completamente o tom e apostar em algo mais cômico. Mas, não foi dessa vez que eles acertaram. Apesar de o filme ser um pouco mais divertido, ele fica no nível ruim dos anteriores. Resumindo: a questão não está em ser sério ou engraçado, mas sim em ser um bom filme ou não.

terça-feira, 9 de agosto de 2016

Jason Bourne

A franquia Bourne é uma das poucas cujos filmes melhoraram a cada sequência. Quando o diretor Paul Greengrass assumiu o segundo filme “Supremacia Bourne”, ele elevou a qualidade do roteiro e cenas de ação, e atingiu o ápice em "O Ultimato Bourne”.

terça-feira, 19 de julho de 2016

Caça-Fantasmas (Ghostbusters)

Após  especulações sobre o lançamento de um novo filme “Caça-Fantasmas” com o elenco original, nada melhor que começar do zero. A ideia de filmar com mulheres como casting principal foi muito boa, especialmente após a morte de Harold Ramis, um dos protagonistas. Além disso, Bill Murray sempre mostrou-se relutante em participar de uma nova continuação, já que a sequência foi inferior ao primeiro longa. Aliás, o novo filme não apenas faz jus ao “Os Caça-Fantasmas”, como talvez seja melhor que a continuação. O roteiro também presta uma bela homenagem à franquia em diversas referências.

sábado, 2 de julho de 2016

Warcraft - O Primeiro Encontro de Dois Mundos (Warcraft)

Produzir uma adaptação do mundo dos videogames para o cinema é sempre um grande desafio. Em geral, o resultado é decepcionante. Felizmente, em “Warcraft - o Primeiro Encontro de Dois Mundos”, o diretor e roteirista Duncan Jones conseguiu fazer um filme interessante, apesar de alguns problemas. Ele já havia demonstrado muito talento em seus trabalhos anteriores: “Lunar” e “Contra o Tempo”.