propaganda

segunda-feira, 17 de julho de 2006

Superman - O Retorno


Título Original:Superman Returns (EUA , 2006)
Com: Brandon Routh, Kate Bosworth, James Marsden, Frank Langella, Eva Marie Saint, Parker Posey, Kal Penn, Sam Huntington e Kevin Spacey
Direção:  Bryan Singer
Roteiro: Michael Dougherty e Dan Harris, história de Bryan Singer, Michael Dougherty e Dan Harris

Duração: 154 minutos

Lá se vão quase 20 anos que o Superman está longe das telas do cinema desde que o terrível “Superman 4” foi exibido em 1987. Nesse meio tempo os filmes relacionados a super-heróis dos quadrinhos passaram por altos e baixos. No inicio dos anos 90 vieram os filmes do Batman, que deram uma nova proporção ao que chamamos hoje de “blockbuster”. Mas a megalomania e maluquice dos produtores enterraram o personagem que foi ridicularizado no “Batman e Robin”, gerando problemas para a DC (editora tanto do Batman quanto do Superman) e acabando com as chances dos heróis nos cinemas.

Tudo mudou em 2000 quando “X-Men” deu nova vida e chance aos personagens dos quadrinhos nos cinemas com uma adaptação digna e muito boa, graças a direção de Bryan Singer. Desde então uma nova leva de filmes (bons e ruins) baseados nos quadrinhos surgiram e viraram sinônimo de sucesso novamente.

Então já não era sem tempo do Superman ter uma nova oportunidade nos cinemas. Esse projeto vem sendo elaborado há muito tempo e passou na mão de várias pessoas, dentre elas Tim Burton (que dirigiu 2 filmes do Batman) e Brett Ratner (que acabou indo parar em X-Men 3). Várias idéias absurdas surgiram e ainda bem que nenhuma delas chegou a ser realizada. Foi então que Bryan Singer acabou assumindo a produção.

O ideal seria fazer o que foi feito por exemplo com "Batman Begins", dar uma nova visão sobre a origem do personagem. Mas Singer resolveu seguir um caminho diferente e não ignorar os filmes já feitos para o cinema. Ainda vale ressaltar o sucesso do seriado Smallville, que também acabou dando força a produção de um novo filme do Superman.

Quando eu soube dessa decisão de Singer fiquei receoso. Será que ignorar os filmes antigos não fosse a melhor solução? Fiquei com o pé atrás com o filme até ver o trailer e ficar mais tranqüilo. Singer é um diretor competente e merece confiança.

A história se passa depois do Superman 2 (bom, eles ignoraram os filmes 3 e 4 pelo menos), o pai biológico do Superman ainda é vivido por Marlon Brando (graças a cenas e diálogos não usados nos filmes antigos e também aos efeitos especiais) e a música tema composta por John Willians ganhou uma nova adaptação por John Ottman (que trabalhou em “X-Men 2”). O tom do filme lembra bastante o do primeiro filme (dirigido por Richard Donner). Mas mesmo com todas essas referências, Singer tinha que deixar a sua marca.

O Superman na visão de Singer é um herói universal, e por que não dizer mais “humano”, mais “real”. Foi assim que ele fez com os X-Men. Agora em relação ao Superman isso acabe soando um pouco “estranho”, mas muito interessante. E claro, tem toda uma carga dramática. O filme está mais para um drama romântico do que um filme de ação.

A escolha do elenco foi acertada, principalmente com o desconhecido Brandon Routh no papel do Superman (afinal de contas não poderia se escolhido um ator conhecido, pois iria complicar sua associação com o personagem) e também de Kevin Spacey como o vilão Lex Luthor.

Os efeitos visuais são muito bons! Se na época do lançamento do primeiro filme a propaganda dizia “você vai acreditar que o homem pode voar”, eu diria que agora isso foi alcançado com perfeição.

Eu diria que Bryan Singer conseguiu dar uma nova vida nos cinemas do Superman com esse "Superman - O Retorno", de maneira digna que o personagem merecia. O filme é bom e competente. Agora vamos esperar se essa nova franquia vai continuar. O filme não vem ganhando tanto dinheiro quanto os produtores esperavam, então pode ser que uma continuação não chegue a ser realizada. Mas enfim, ainda é cedo para se afirmar isso. O jeito é aguardar.
Postar um comentário