propaganda

terça-feira, 20 de outubro de 2009

9 - A Salvação

Título Original: 9 (EUA, 2009)
Com as vozes originais: Elijah Wood, Jennifer Connelly, John C. Reilly, Crispin Glover, Martin Landau, Christopher Plummer e Fred Tatasciore
Com as vozes dublado em português: Vagner Abiate Fagundes, Marcelo Pissardini, Marcelo Campos, Gileno Santoro e Leticia Quinto
Direção: Shane Acker
Roteiro: Shane Acker e Pamela Pettler
Duração: 79 minutos


Nota: 3 (bom)

O nome de Tim Burton no cartaz já é motivo suficiente para despertar interesse na animação “9 – A Salvação”. Ele junto com o diretor russo Timur Bekmambetov (“O Procurado”) foram os responsáveis pela produção do filme, apostando no talento do estreante Shane Acker.

A partir do curta feito por Shane Acker em 2006, que foi indicado ao Oscar, foi realizado um longa-metragem. O estilo da animação, com uma atmosfera sombria e a história de um boneco solitário, lembra muito o estilo de Burton e entende-se o motivo pelo qual ele resolveu apostar nesse projeto. Foi um longo período de 4 anos para que o curta fosse transformado num longa e teve a estréia lá nos EUA numa data bem peculiar que combina com o título da animação: 09/09/09.

9 é o nome do protagonista, uma criatura meio estranha que é uma espécie de boneco feito de estopa com um zíper na barriga e olhos que parecem um obturador de máquina fotográfica. Tudo começa com ele acordando e vendo um mundo pós-apocalíptico onde as máquinas dominam. As cidades lembram o pós-segunda guerra mundial. Ele descobre que existem 8 antecessores que são bem parecidos com ele que tentam sobreviver aos monstros mecânicos.

Apesar do cenário e da história não serem grandes novidades no mundo da ficção científica, o trabalho visual é bem bonito e interessante. O roteiro foi escrito pelo próprio Acker, que contou com a ajuda de Pamela Pettler de (“A Noiva Cadáver”).

Mesmo sem conseguir manter um bom ritmo durante os 80 minutos de duração, o resultado ainda assim é positivo. O diretor conseguiu manter sua integridade artística mantendo as discussões filosóficas e o final um pouco místico sem ter um desfecho muito feliz.

Considerando que animações sempre são associadas ao mundo infantil, essa aqui talvez não tenha tanto apelo para esse público. Felizmente pelo menos uma cópia legendada foi enviada para Salvador. Inclusive o elenco de vozes merece bastante destaque com nomes como Elijah Wood, Jennifer Connelly, John C. Reilly e Martin Landau.
Postar um comentário