propaganda

quarta-feira, 13 de janeiro de 2010

Tá Rindo do quê?

Título Original: Funny People (EUA, 2009)
Com: Adam Sandler, Seth Rogen, Leslie Mann, Eric Bana, Jonah Hill, Jason Schwartzman, Aubrey Plaza, Maude Apatow e Iris Apatow
Direção e Roteiro: Judd Apatow
Duração: 146 minutos


Nota: 4 (ótimo)

O diretor, roteirista e produtor Judd Apatow foi um dos responsáveis por definir as comédias americanas dos últimos anos, principalmente pelo conteúdo mais adulto. Após dirigir apenas 2 longas (“O virgem de 40 anos” e “Ligeiramente Grávidos”), ele chega com 3º filme chamado “Tá Rindo do quê?”.

Estrelado por Adam Sandler e Seth Rogen, cada um deles representa uma geração do humor americano. Nos anos 90 Sandler foi um dos grandes astros da comédia, enquanto Rogen consolidou sua carreira na década passada.

Aqui o diretor Apatow deixa o humor em segundo plano e aposta mais no drama, num filme de conteúdo mais adulto que busca fazer uma homenagem e ao mesmo tempo uma reflexão sobre o mundo da comédia. Justamente por mostrar esse lado mais realista que o filme não seja de morrer de rir, mas apenas engraçado em alguns momentos.

O filme conta a história de George Simmons (Sandler), um comediante bem sucedido que descobre ter uma doença rara no sangue. Isso faz com que ele pense na sua vida e perceba que não tem amigos e ninguém próximo que possa apoiá-lo nesse momento difícil. Ele resolve voltar a fazer números de stand-up, onde acaba conhecendo Ira (Rogen) e o convida para ser seu assistente, ajudando a escrever piadas e também nas coisas do dia-a-dia, e os 2 acabam ficando amigos.

Existem outras tramas em paralelo. George tem uma ex-namorada que foi o grande amor de sua vida, enquanto Ira tem seus 2 amigos que dividem uma casa. Elas também são importantes para o desenvolvimento da narrativa. Importante também são as participações especiais de vários comediantes, além de uma surpreendente aparição do rapper Eminem quase irreconhecível, mas que rouba a cena.

O problema do filme é que o tom dele não combina com os envolvidos. Ninguém vai querer ir ver um filme “sério” estrelado por Sandler e Rogen, ainda mais dirigido por Apatow e com mais de 2 horas de duração. Com isso o estúdio não soube como vender o filme para o público e a bilheteria foi abaixo do esperado. Aqui no Brasil saiu direto em vídeo.

Deixando isso de lado o resultado do filme é uma tragicomédia, que mistura bem o lado humorístico com uma considerável profundidade emocional sendo sem dúvidas o trabalho mais maduro do diretor. Apesar disso em ‘Ligeiramente’ ele tenha conseguido um resultado melhor ao colocar a comédia em destaque deixando o drama em segundo plano.

Mesmo assim o filme é bem interessante. O elenco está muito bem inclusive os personagens secundários que roubam a cena quando aparecem. Apatow faz um filme mais intimista ao mostrar a sua visão sobre o mundo da comédia com o choque das gerações retratado pelos protagonistas. A narrativa mantém o tom realista sem ser piegas com lições de moral ou redenção dos personagens.
Postar um comentário