propaganda

domingo, 6 de junho de 2010

Príncipe da Pérsia: As Areias do Tempo

Título Original: Prince of Persia: The Sands of Times (EUA, 2010)
Com: Gemma Arterton, Jake Gyllenhaal, Ben Kingsley, Alfred Molina, Dave Pope, Thomas DuPont, Steve Toussaint e Toby Kebbell
Direção: Mike Newell
Roteiro:Boaz Yakin, Doug Miro e Carlo Bernard com história de Jordan Mechner
Duração: 116 minutos

Nota: 3 (bom)

As adaptações de jogos de videogame para o cinema sempre tiveram resultados desastrosos. Talvez o “melhorzinho” tenha sido “Mortal Kombat”. Mas agora em 2010 a coisa muda de figura com a estréia de “Príncipe da Pérsia: As Areias do Tempo”. Talvez sem exagero tenha sido a melhor adaptação de um game em filme.

O estúdio Disney comprou os direitos do jogo com a Ubisoft e o produtor Jerry Bruckheimer ficou com a missão de criar uma nova franquia tentando repetir o sucesso de “Piratas do Caribe”. Convocaram o diretor inglês Mike Newell, que apesar de ter mais experiência em dramas já trabalhou com blockbusters ao comandar uma aventura do Harry Potter.

A escolha do diretor foi acertada. Newell soube dosar bem as cenas de ação e aventura com o “drama” da história. O elenco também está bem com destaque para a participação de Alfred Molina ("Educação"). O ator Jake Gyllenhaal ("Donnie Darko") estréia como héroi de aventura e não faz feio. Mas quem acaba roubando a cena é a atriz Gemma Arterton, que já havia chamado a atenção em “Fúria de Titãs” e “007 - Quantum of Solace”.

Claro que o filme não é só maravilhas. Tem seus problemas no roteiro, personagens caricatos, mas nenhum deles chega a comprometer por completo. O filme cumpre bem o seu papel como blockbuster sendo bastante divertido, com boas cenas de ação e aventura com um ótimo visual, conseguindo adaptar bem o game. Só em ter conseguido fazer um bom filme baseado em um jogo já é merece bastante mérito. Vamos ver se agora as empresas dos games e os estúdios de cinema conseguem adaptar os jogos de maneira mais decente.


No embalo do filme a Ubisoft aproveitou para lançar um novo jogo para a franquia. E ainda pegaram a moda de Hollywood em fazer “prequel”, que é fazer um filme que a história se passa antes do original. O jogo “Prince of Persia: Forgotten Sands” se passa entre a trilogia existente nos games e tem versões para Nintendo Wii e DS, X-Box 360, PC, Playstation 3 e portátil. A idéia foi boa, pois acredito que assim como eu, várias pessoas irão sair do cinema com vontade de jogar.
Postar um comentário