propaganda

quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

A Rede Social

Título Original: The Social Network (EUA , 2010)
Com: Jesse Eisenberg, Andrew Garfield, Justin Timberlake, Armie Hammer, Rooney Mara, Max Minghella e Rashida Jones
Direção: David Fincher
Roteiro: Aaron Sorkin baseado no livro de Ben Mezrich
Duração: 120 minutos

Nota: 5 (excelente)

O diretor David Fincher é um dos meus diretores favoritos e aqui em “A Rede Social” ele entrega mais um excelente trabalho. Baseado no livro “Bilionários por acaso” de Ben Mezrich, o filme conta a história da criação do Facebook, o site de rede social mais usado do mundo. Quer dizer, na verdade a trama é mais voltada para o drama aos mostrar os conflitos humanos envolvidos na criação do site: Mark Zuckerberg (Jesse Eisenberg) e Eduardo Saverin (Andrew Garfield).

O roteiro do filme conseguiu mostrar o principal da história e concentra sua força nos seus atores, que são o grande destaque do filme. Fincher realizou um excelente trabalho com eles e exigiu bastante deles fazendo com que algumas tomadas fossem repetidas várias vezes.

A linguagem do filme é meio como a internet, bastante rápida e se não prestar a atenção acaba se perdendo. Isso é mostrado logo na primeira cena, principalmente na figura do Zuckerberg. Mais uma vez Fincher consegue captar o retrato de uma geração, assim como fez em “Clube da Luta”.

Apesar de a história ter como pano de fundo a tecnologia, o uso de recursos tecnológicos foi pouco utilizado no filme. Assim como “O curioso caso de Benjamin Button” e “Zodíaco”, os efeitos são usados de maneira que eles não sejam essenciais a trama, como por exemplo, na criação dos irmãos gêmeos Winklevoss.

Outro ponto que merece destaque é a trilha sonora criada por Trent Reznor (Nine Inch Nails) e Atticus Ross que cria uma atmosfera bastante interessante ao filme, uma música eletrônica contemporânea que combina bastante com o tema da história.

O filme foi bastante elogiado pela crítica e parece certo que estará entre os indicados ao Oscar. E o que se vê na tela é realmente um excelente filme que reúne uma ótima direção, com um roteiro muito bem escrito e excelentes atuações, resultando num ambicioso e excelente filme.

Para mim que sou da área de informática o filme ainda tem mais valor ao mostrar um dos gênios da atualidade muito bem retratado, além de abordar um tema da área sem exageros. O mais curioso é que o livro não contou com depoimentos de Zuckerberg, mas ele acabou indo assistir o filme e disse que gostou, apesar de algumas incoerências na história, como por exemplo, afirmar que a tal namorada Erica nunca existiu.
Postar um comentário