propaganda

quinta-feira, 1 de setembro de 2011

Lanterna Verde

Título Original: Green Lantern (EUA , 2011)
Com: Ryan Reynolds, Blake Lively, Peter Sarsgaard, Mark Strong, Tim Robbins, Angela Bassett, Jay O. Sanders, Taika Waititi, Temuera Morrison, Geoffrey Rush, Michael Clarke Duncan, Warren Burton, Salome Jens e Clancy Brown
Direção: Martin Campbell
Roteiro: Greg Berlanti, Michael Green, Marc Guggenheim e Michael Goldenberg
Duração: 114 minutos


Nota: 1 (ruim)

Como era de se esperar, o filme do “Lanterna Verde” é bem ruim. Ele estreou 2 meses atrás nos EUA, mas a Warner aqui do Brasil não quis concorrer com outros lançamentos em 3D adiando a estréia no país. As críticas foram ruins e a bilheteria abaixo do esperado. Os trailers meio que anunciavam que o resultado não seria bom, mas o que se vê na tela é realmente desastroso. Como um bom nerd infelizmente acabei indo conferir no cinema mesmo já sabendo do fracasso.

O Lanterna Verde é um dos personagens da DC Comics que tem um dos universos mais complexos. Resumir num longa-metragem era um trabalho complicado. Na parte visual o filme vai até bem. Mas a história é muito ruim e as cenas de ação e aventura são decepcionantes fazendo com que nem mesmo na parte “diversão” ele tenha algum atrativo.

O principal problema é a maneira como o personagem Hal Jordan, vivido pelo ator Ryan Reynolds em seu 2º papel de super-herói (o 1º foi o Deadpool no péssimo filme solo do Wolverine), é retratado. Se nos quadrinhos ele era um cara sério, integro, sem medo e digno der escolhido pelo anel e se tornar o Lanterna Verde, no filme ele é um idiota um pouco destemido.

O elenco apesar de contar com alguns nomes interessantes está muito ruim, mas o principal complicador mesmo é a trama. O único que se salva é o Mark Strong como Sinestro. A química entre Ryan Reynolds e Blake Lively é péssima. O vilão da história também é muito mal explorado. E o diretor Martin Campbell parece que dirigiu meio no piloto automático apenas esperando para terminar seu serviço e receber seu dinheiro.
Apesar do resultado abaixo do esperado nas bilheterias a Warner não parece disposta a abandonar a franquia. A aposta era alta e obviamente temos uma deixa para uma continuação. Agora se eles quiserem fazer dinheiro vão ter que fazer algo mais interessante porque investir apenas em efeitos e propaganda nem sempre da certo.
Postar um comentário