propaganda

quinta-feira, 18 de junho de 2015

Jurassic World - O Mundo dos Dinossauros

Título Original: Jurassic World (EUA, 2015)
Com: Chris Pratt, Bryce Dallas Howard, Vincent D'Onofrio, Ty Simpkins, Nick Robinson, Omar Sy, B. D. Wong e Irrfan Khan
Direção: Colin Trevorrow
Roteiro: Rick Jaffa, Amanda Silver, Derek Connolly e Colin Trevorrow
Duração: 124 minutos

Nota: 4 (ótimo)

O filme “Jurassic Park” de 1993 foi um marco no cinema principalmente pelos efeitos especiais que ainda hoje impressionam. A criação de dinossauros digitais causou um grande impacto. Após duas continuações, a última em 2001, a franquia estava meio parada. Agora em 2015 resolveram trazê-la de volta em “Jurassic World - O Mundo dos Dinossauros” que funciona como uma mistura de remake, ao apresentar a franquia para uma nova geração, com continuação, ao trazer elementos e referências para agradar os fãs da franquia. Steven Spielberg que comandou os dois primeiros filmes continua envolvido apenas como produtor executivo e Colin Trevorrow (de “Sem Segurança Nenhuma”, que eu não assisti) assume a direção. 

A história faz referências ao primeiro filme, mas agora descobrimos que o parque está funcionamento com o nome de Jurassic World já faz algum tempo. Como qualquer parque temático ele precisa se renovar de tempos em tempos, já que agora os dinossauros de verdade já são coisas comuns. Então os cientistas resolvem criar um novo animal que é um híbrido, isto é, uma mistura de vários outros. Obviamente que as coisas saem do controle quando o dinossauro consegue fugir de sua “jaula” e o terror toma conta do parque.

A ideia de colocar o perigo num lugar cheio de gente é uma novidade para a franquia e funciona muito bem dando um clima mais tenso e urgente a trama. Acaba virando um pouco de filme catástrofe usando de maneira eficiente muitos clichês do gênero, além de fazer referências (ou seriam homenagens) a outros filmes de suspense, terror e de “monstro” como “Tubarão” e “Os Pássaros”. 

O principal deles é criar personagens humanos interessantes nos quais iremos nos importar e torcer para que eles sobrevivam no final da história. E o novo elenco demonstra bastante carisma, principalmente a dupla de protagonistas Chris Pratt, assumindo de vez o papel de herói após o sucesso em “Guardiões da Galáxia”, e Bryce Dallas Howard (A Dama da Água).

Ainda temos até um pouco de “crítica” políticas e sociais ao citar envolvimento militar inadequado ou mesmo a necessidade de grande corporações, no caso parques temáticos, em necessitar de renovar sem pensar nos dados ambientais ou na segurança dos visitantes. Claro que isso acaba ficando apenas no pano de fundo sem muito aprofundamento, afinal de contas estamos diante de um blockbuster que necessita também se renovar para chamar a atenção novamente para a franquia. 
Pelo resultado na bilheteria o negócio deu muito certo e é bem provável que em breve teremos novos filmes. Aqui é mostrado alguns novos usos para os dinossauros que podem ser bem explorados, agora é só aguardar para ver. Pelo menos por enquanto Jurassic World se mostrou ser bastante divertido e deu uma nova vida a franquia com um resultado melhor que as duas continuações, mas obviamente que não tem o mesmo impacto causado pelo 1º filme. Ainda assim ele funciona muito bem com uma boa história, personagens carismáticos e cenas de ação e aventura muito boas, chegando perto do original em relação a diversão.
Postar um comentário