propaganda

sexta-feira, 1 de abril de 2011

Iron Maiden


30 de março de 2011
Estacionamento do estádio Mané Garrincha - Brasília - DF
Fotos tiradas do Correio Braziliense

O Iron Maiden é uma banda que visita o Brasil com freqüência. Dessa vez eles estão divulgando o seu último disco chamado “The Final Frontier”. Confesso que não sou fã extremo do conjunto, mas curto o som, então tinha que aproveitar a oportunidade de conferir o show ao vivo.

Geralmente os shows aqui em Brasília são no Ginásio Nilson Nelson. Como o estádio Mané Garrincha está em reforma pra copa de 2014, então montaram o palco no estacionamento. A apresentação reuniu um público estimado de 15 mil pessoas.

Pouco depois das 21 horas a banda sobe ao palco ao som de “Satellite 15… The Final Frontier“, música que também abre o disco novo, logo em seguida “El Dorado”, também música nova. Até aí o público ainda estava meio morno, mas quando veio “2 minutes to midnight” aí a galera foi ao delírio.

É impressionante ver como a banda ao vivo é praticamente igual ao cd. Os músicos são excelentes e apesar de todos os 5 integrantes já terem passado dos 50 anos ainda continuam mandando muito bem em cima do palco. Pena que o som não estava muito bom. Começou um pouco baixo e foram tentando acertar durante o show, oscilando bastante sem nunca ficar bom.

A parte visual do palco é interessante, com uns vagões de trem que acabam servindo como um segundo palco. O vocalista Bruce Dickinson estava sempre de um lado para o outro e volta meia ia para essa parte superior do palco. No fundo do palco um poster com alguma imagem que ia trocando de acordo com a música e a representava.

Como na turnê anterior a banda só estava tocando as músicas dos anos 80, então o repertório atual acabou dando uma maior enfase nos cds mais novos, isso sem deixar os principais clássicos de fora. Obviamente que uma banda com mais de 30 anos de carreira, dar conta em 2 horas de apresentação é complicado, então no final sempre fica aquela sensação de que várias músicas ficaram de fora.

O repertório já está fechado e a banda vem executando o mesmo em cada apresentação sem muito espaço para improviso. Talvez pudesse ter um equilíbrio maior entre músicas novas e antigas, e também no ritmo. Algumas partes com 2 músicas meio longas e maresias acabam prejudicando um pouco a energia da apresentação.

Minhas partes favoritas foram “The Trooper” com direito a Dickinson vestido de soldado balançando a bandeira da Inglaterra, “Iron Maiden” que é a minha música favorita da banda e o final da show com “Running Free”. Agora obviamente que as partes que mais empolgaram a platéia foram “Fear of the dark”, “The number of the beast” e “Hallowed be thy name”, sem dúvidas os maiores clássicos da banda.

Final do show apesar do som não ter estado 100% a apresentação foi bem legal mostrando toda a força e carisma da banda ao vivo.
Postar um comentário