propaganda

sexta-feira, 19 de janeiro de 2007

Mais Estranho que a Ficção

Título Original: Stranger Than Fiction (2006)
Elenco: Will Ferrell, Denise Hughes, Tony Hale, Maggie Gyllenhaal, Emma Thompson, Queen Latifah, Tom Hulce, Linda Hunt, Dustin Hoffman, Thomas R. Trojanowski, Kristin Chenoweth e Christian Solte
Diretor: Marc Forster
Duração: 113 minutos


O que você faria se descobrisse que tem uma voz na sua cabeça narrando a sua vida? E o pior de tudo: ela diz que você vai morrer! Esse é o drama vivido por Harold Crick (Will Ferrell) no filme “Mais estranho que a Ficção”.

O roteiro foi escrito por Zach Helm e o tipo de história assim “absurda” lembra muito o estilo de Charlie Kaufman (“Quero ser John Malkovich”, “Adaptação”, e “Brilho eterno de uma mente sem lembranças”). Agora ele tem um tom mais “pop” e acessível sem exagerar muito na brincadeira com a metalingüística.

A qualidade do roteiro era tão boa que os produtores tiveram até dificuldade em escolher um diretor para o filme, pois muita gente se interessou. Quem acabou ganhando a disputa foi Marc Forster, que foi aprovado pelo próprio Helm depois de assistir “Em busca da terra do nunca”. Boa oportunidade para o diretor provar seu valor depois do desastre de “A passagem”.

Quem também teve a oportunidade de mostrar seu valor é o ator Will Ferrelll em seu segundo papel “sério” depois de ter trabalhado com Woody Allen em “Melinda e Melinda”. Ele foi perfeito para o papel sabendo equilibrar muito bem o lado cômico e dramático que a história necessitava.

Sim, a história acompanha o drama de Harold em tentar descobrir a origem da voz que está em sua cabeça. Ele acaba indo pedir ajuda a um professor de literatura vivido por Dustin Hoffman. Enquanto isso acompanhamos também a escritora Karen Eiffel (Emma Thompson) que está tentando acabar seu novo romance e ainda não sabe como matar o seu personagem, que na verdade é o Harold. Acho que agora deu pra entender melhor o drama da história.

Esse com certeza é um dos filmes mais legais desse ano. Uma história inteligente e divertida, misturando muito bem drama e comédia com um elenco bem inspirado. Excelente estréia do roteirista Zach Helm, que vai ser visto ainda esse ano no filme “Mr. Magorium´s Wonder Emporium” no qual irá também assumir a direção.
Postar um comentário